Partilhar em

Ao longo dos tempos, o ensino das artes tem sido menos valorizado em comparação com outras disciplinas. No entanto, as artes continuam a ser fundamentais. Sabe-se que a aprendizagem das artes é facilitado dos processos formais de aprendizagem.

Apesar do currículo escolar contemplar menos atividades ligadas a esta componente, verifica-se que é através dela que se desenvolvem a criatividade, a imaginação e até a sensibilidade interpessoal.

Todas as áreas do conhecimento beneficiam com o desenvolvimento de outras habilidades gerando maior plasticidade cerebral. A arte é sem dúvida uma forma de expressão que permite a exposição e libertação de sentimentos, pensamentos, sensações e experiências vividas.

É através desta liberdade que permite, a cada adulto mas sobretudo a cada criança compreender o mundo que os o rodeia e até olhá-lo com um olhar diferente contribuindo para a sua construção mais positiva de si e do outro.

O contacto com as várias formas de arte, potencia o autoconhecimento e consequentemente a autoestima. Num mundo cada vez mais global, é essencial a sensibilidade, a recetividade e a tolerância para com o outro e as outras culturas, verificando-se a importância da componente artística no desenvolvimento pessoal e social de cada um e da comunidade.

Para  mais informações sobre a prestação de serviços educativos consulte: Educação